Secretaria do Santuário São Judas funcionará em horário ampliado

fev 7, 2013   //   por admin   //   Notícias  //  Nenhum comentário

   

    Ampliação do horário de atendimento da Secretaria do Santuário. Esse foi um dos temas discutidos pelo Conselho de Assuntos Econômicos (CPAE) da Paróquia São Judas Tadeu na noite da última terça-feira, 5 de fevereiro. O grupo, sob a presidência do padre Luiz Caputo, analisou a lista de nomes sugeridos para a vaga de assessora paroquial. Ficou definido que a coordenadora da Catequese, Agda Maria Segantini Garbellini, que hoje atua como educadora no Serviço Social, assumirá a vaga a partir de março.

Novos horários | A partir de 1 de março de 2013
Segunda à sexta, das 7 às 19h30
Sábado, das 7h30 às 11h30

Sendo:
Dalva Terezinha da Silva, das 7 às 15 h
Agda Segantini, das 14h30 às 19h30
Aos sábados as duas secretárias atuarão juntas.

Estrutura paroquial
     O CPAE também discutiu as reformulações que serão efetivadas na Lanchonete. O local, a partir das próximas semanas, ficará à disposição dos grupos, pastorais e movimentos do Santuário. Nos dias 28 de cada mês continuarão sendo comercializados pizza e pastel.
     Mereceu atenção, também, as negociações para a compra do prédio anexo ao Santuário. O antigo Seminário, de propriedade dos Missionários Combonianos, hoje é usado para as atividades da Catequese, encontros semanais das voluntárias (Costura e Artesanato), além de ser um espaço para a realização de reuniões. Cursos do São Judas também acontecem no local. Segundo o padre Luiz Caputo, a Diocese já recebeu a proposta financeira que, analisada, mostrou-se compatível com a realidade de mercado. O Conselho Paroquial de Assuntos Econômicos, diante disso, firmou o compromisso de – em conjunto com o Serviço Social – realizar campanhas para a arrecadação de fundos que viabilizem a aquisição.

Veículo
     Foram apresentados, no final do encontro, os critérios estabelecidos pelo Bispado de Rio Preto para a troca de veículos paroquiais. Ficou acertado que três condições precisam ser observadas: mais de 80 mil quilômetros rodados, 3 anos de uso e “sinistro” (sob análise) são os fatores que liberarão as negociações. As regras, analisadas pelo CPAE, já são observadas na Comunidade do Santuário.

TEXTO | FOTO
André Botelho
Assessoria de Comunicação
Santuário de São Judas Tadeu

Deixe um comentário

Facebook

Twitter