Irmã Dulce, o “Anjo Bom da Bahia”, será canonizada. Acompanhe o programa das Celebrações.

jul 2, 2019   //   por admin   //   Notícias  //  Nenhum comentário

Dom Murilo Krieger, Arcebispo ed Salvador (BA)

Cidade do Vaticano – Irmã Dulce, a primeira mulher nascida no Brasil que se tornará santa, será canonizada no dia 13 de outubro de 2019, durante o Sínodo para a Amazônia, em uma celebração presidida pelo Papa Francisco, no Vaticano.

Anjo Bom da Bahia
Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes, a irmã Dulce, era conhecida como Anjo Bom da Bahia, em função do trabalho social com os pobres em Salvador (BA). Começou prestando assistência à comunidade favelada dos bairros de Alagados e de Itapagipe e depois fundou a União Operária São Francisco, primeiro movimento cristão operário de Salvador e o Círculo Operário da Bahia, que promovia atividades culturais e recreativas, além de uma escola de ofício. Em 1949, acolheu no galinheiro situado ao lado do Convento Santo Antônio cerca de 70 doentes recolhidos das ruas de Salvador. O episódio é considerado a origem da OSID (Obras Sociais Irmã Dulce), instituição filantrópica fundada por ela dez anos depois.

Alegria e compromisso
Será uma ocasião de encorajamento a todos para buscar a santidade. Irmã Dulce veio nos dizer que cada época tem seus santos, mas todos têm em comum o amor a Deus, o amor ao próximo e a dedicação, especialmente aos preferidos de Jesus, os mais pequeninos”, declarou o arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.

Programa das celebrações
Irmã Dulce deixou uma obra que agora precisa ser continuada. Dia 13 de outubro vamos participar da missa presidida pelo Papa Francisco. No dia 14, haverá uma missa na Igreja de Santo Antônio dos Portugueses (Roma) em ação de graças pelo dom que Salvador, a Bahia e o Brasil estão recebendo. No dia 20, às 16h, na Arena Fonte Nova (Salvador-BA), vamos presidir a missa em honra daquela que já estará nos altares”.

FONTE
Vatican News

Deixe um comentário

Facebook

Twitter