Diocese de São José do Rio Preto: 92 anos comemorados à luz das vocações

jan 26, 2021   //   por admin   //   Notícias  //  Nenhum comentário

Dom Tomé Ferreira da Silva abriu o Ano Pastoral de 2021 na Diocese de São José do Rio Preto em celebração que, igualmente, marcou as comemorações pelos 92 anos de criação dessa Igreja Particular. Não poderia, nesse contexto, ser maior a alegria; em muito, também, pela Ordenação Diaconal do seminarista Geraldo Fernandes Neto no ano dedicado a São José, esposo de Maria.

Entoado com maior compromisso, o Ato Penitencial fez a “ligação afetiva” entre os Diocesanos presentes e São Paulo; cuja própria conversão se destacou na noite de 25 de janeiro, na Catedral de São José. “A história do Cristianismo é marcada por muitas conversões (…), mas nenhuma é recordada pela Igreja a não ser a do Apóstolo São Paulo”, sublinhou do Tomé no trânsito de sua homilia. Pouco antes, logo no início da Celebração, o religioso recordou o desmembramento que, em 1929, fez surgir as Dioceses de Jaboticabal e a presente, que leva o nome do “pai adotivo” de Jesus. O encontro, repleto de motivos para a ação de graças, contou com a presença de dom Marcos Antônio Tavoni, bispo diocesano de Bom Jesus Gurguéia, no estado do Piauí.

Partilha
Após a apresentação do seminarista Geraldo Fernandes Neto e de ter sido ele considerado digno para o serviço no grau do Diaconato, dom Tomé ofereceu sua homilia. “Que você não se esqueça das suas raízes como Paulo não se esqueceu e como Moisés também não se esqueceu”, recomendou o bispo ao vocacionado. “Deixe que Deus faça história na sua história e na sua história deixe Deus revelar-se e também falar com você”, completou.

“Um Diácono sem fé é fake”
Dom Tomé falou dos perigos dos Ministros Ordenados que exercem seus Ministérios sem fé. “São Paulo foi um homem que viveu para a missão impulsionado pela fé”, disse o Epíscopo ao apresentar o Apóstolo como modelo. “Aberto à fé, ele se fez missionário entre os gentios por amor a Nosso Senhor Jesus Cristo Ressuscitado”, seguiu o bispo. Mostrando a oportuna comunhão entre apostolado e discipulado, dom Tomé recomendou que Geraldo Fernandes Neto “procure, doravante, mais do que antes, conciliar na sua vida o discipulado e o apostolado”. E diante desse compromisso, o Bispo Ordenante concluiu sua fala com uma palavra de gratidão aos pais do Neo Diácono.

Vocações
Novos vocacionados, acolhidos no Seminário Propedêutico, receberam o incentivo da Assembleia em forma de palmas. Apresentados pelo padre Irineu Vendrami, esses completaram o discernimento vocacional sob a orientação do padre Rafael Oliveira e iniciam a caminhada formativa em 2021. Na mesma alegria, e em uma nova fase, seminaristas propedeutas foram encaminhados ao Seminário Maior Sagrado Coração de Jesus. O reitor do “centro de formação”, padre Leonel Brabo, seguiu apresentando, também, os seminaristas que encerraram a formação em Filosofia; iniciando a última etapa na Teologia. “Não tenham medo, sigam adiante, por águas mais profundas”, incentivou dom Tomé.

Ordenação
Em diálogo com o bispo, Geraldo Fernandes Neto assumiu uma série de compromissos; em cuja as suas renúncias favorecerão a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo e o Povo de Deus. Prostrado, Neto acompanhou a Prece Litânica antes da Imposição das Mãos e Prece de Ordenação. “Enviai sobre ele, nós vos pedimos, o Espírito Santo que o fortaleça com os sete dons da vossa graça, a fim de exercer com fidelidade o seu Ministério”, seguiu dom Tomé. Deu-se a imposição das vestes; a estola transversal e a dalmática. O Neo Diácono saudou os padres presentes e autoridades representando os municípios de Onda Verde e São José do Rio Preto.

Imediatamente a serviço da Igreja, o Diácono Geraldo preparou o altar, acompanhou dom Tomé e os fiéis na vivência da Liturgia Eucarística e colocou-se a disposição do Povo de Deus, na distribuição da Sagrada Comunhão Eucarística. “Tudo o que fizeres faça-o de todo o coração”, comprometeu-se o novo Ministro Ordenado em suas palavras de gratidão e reconhecimento. Dom Tomé, saudando os padres José Eduardo Andreazzi Vitoreti e Ernesto Pedro De Oliveira Rosa, que em 2021 celebram 25 anos de Ordenação Presbiteral, não se esqueceu do seminarista Alan, que perdeu sua mãe nas semanas próximas passadas. Ainda antes da benção, o Bispo Diocesano de São José do Rio Preto fez menção e externou solidariedade pelos permissionários do Shopping Azul, comerciantes que foram vitimados por incêndio ocorrido no local.

Diante da imagem do Imaculado Coração de Maria, fazendo referência a São José e a São Paulo, o Epíscopo rezou pela Igreja Particular aniversariante. Abençoados, os presentes seguiram ao que proferiu o Diácono Geraldo, pela primeira vez, o “ide em paz e que o Senhor vos acompanhe”.

TEXTO/FOTOS
André Botelho
Jornalista

Deixe um comentário

Facebook

Twitter